Caramelo, o mascote que escolheu a Paz

Laura Pita

Caramelo, o mascote que escolheu a Paz

Foto: Matheus Maia Beck

Você sabia que a Escola de Enfermagem da Paz tem um mascote desde 28 de outubro de 2017? Mas esta não foi uma ação planejada. Vem conhecer a história do cachorrinho que escolheu a Da Paz.  

A empatia é um dos valores da instituição, valor incutido na cultura da empresa vindo da direção aos colaboradores, dos professores aos alunos. É circular e natural a todos que convivem nestas relações.

Desde a mudança de sede, a instituição já vinha com atitudes positivas quanto ao cuidado dos animais de rua, protegidos pelo Art. 32 da Lei Federal 9.605-98.

A Escola, então, instalou uma casa comunitária que foi chamada de cãosinha e ganhou adesivos especiais para demonstrar a responsabilidade aos vizinhos e comunidade Escolar. Além da cãosinha, também foi colocado diariamente água e ração. A ideia sempre foi  proporcionar um teto temporário aos animais carentes para os dias de mau tempo, além da alimentação.

Mas não contava com uma surpresa...

No sábado 28 de outubro de 2017, um cãozinho surgiu na cãosinha comunitária da Escola. Como apareceu, ele ficou, não saia da casinha para comer tampouco para tomar água. Não se sabe como ele chegou, se ele foi abandonado ali, ou veio sozinho.

Vendo a gravidade do estado do animal, a Escola levou a um profissional veterinário e realizou todo o tratamento necessário para que ele melhorasse. Para que o tratamento fosse feito corretamente, a cãosinha foi colocada no pátio interno, e o animalzinho recebeu comida, remédio, carinho.

Segundo a diretora administrativa da Escola, Sheila Hansen Rodrigues, a ideia inicial era concluir o tratamento, castrá-lo e colocá-lo para adoção. Porém, o tratamento demorou mais do que previsto e consequemente a castração:

“Ele foi ficando, os colaboradores foram se afeiçoando e os alunos então… Não sabíamos como chamá-lo e para que a comunidade escolar entendesse o nosso propósito, nós chamamos o pessoal do marketing para ajudar. Fizemos uma votação para a escolha de um nome para ele. Tudo pensando em colocá-lo para a adoção futura.”

E ainda concluiu:

“A adoção digamos não foi planejada, ela aconteceu. A maioria dos colaboradores gosta e tem seus pets, mas ter uma responsabilidade com um pet dentro da Escola não foi planejada. Gostamos de dizer que não foi a Escola que adotou o Caramelo, mas, sim, ele que nos adotou.”

E a aceitação pela comunidade Da Paz? Segundo a recepcionista Tania:

“90% das pessoas amam ele. Ficam felizes com a atitude e se sentem à vontade também para contar as histórias dos seus pets. E quando descobrem que ele tem crachá então, ficam maravilhados.”

Depoimentos da Equipe - sobre a adoção do Caramelo:

 

Tania Caramelo“Maravilhoso, sempre fui a favor de ter um cão na Escola ou até mesmo uma casinha coletiva na rua. Quando viemos para a nova sede, a realização de colocar uma casinha na rua foi maravilhosa. E no dia que encontrei fiquei emocionada quando o encontrei na casinha, aquele serzinho pobrezinho, machucado. E a direção quando informei também ficou muito feliz de termos um inquilino. Hoje temos uma rotina de limpeza, alimentação. Ele só come quando a gente chega, ganha uns petiscos dos alunos, carinho e lanches.” Tania, recepcionista.

 

Jussara_Caramelo“Acho muito bonito de qualquer ser humano ter a capacidade de dar carinho, cuidado. Imagina deixar um bichinho na nossa porta pra morrer. Era assim que ele estava. Achei muito humano e tenho orgulho de fazer parte desse movimento. Quando o bichinho está feliz, a gente também fica. Então, todo mundo ganha com esse amor.” Jussara, auxiliar de limpeza.

 

Maria Eduarda E Caramelo“Ele entrou quase junto comigo na Escola da Paz. Eu gosto (da ideia), ele é um fofo em todos os sentidos, é um doce, destrói só as coisas dele. Sinto que ele se sente muito grato pela Escola, porque ele era tristinho e agora ele é feliz (e mimado!).” Maria Eduarda, assistente de Secretaria.

 

Confira ainda a história do Caramelo na matéria do Jornal RDC TV em https://goo.gl/13ueqe

Comentários

Posts Relacionados

alunos do técnico em enfermagem praticando humanização
sexta-feira, 19 Outubro, 2018 - 09:48
Por Laura Pita
livro aberto com pombas de papel voando e mensagem batize nossa biblio
quinta-feira, 11 Outubro, 2018 - 17:01