3 livros para estudar Anatomia

3 livros para estudar anatomia

Você sabia que os egípcios já se dedicavam a estudar técnicas de intervenções e conservação do corpo humano e que os gregos dissecavam cadáveres para entender o funcionamento do organismo? Pois é! A anatomia é um dos estudos mais antigos da humanidade e, por isso, é extremamente importante. Trata-se de técnicas científicas que buscam entender as estruturas, os elementos e as funções do corpo.

Estudar anatomia é fundamental para todo e qualquer profissional da área da saúde. Como se sabe, nosso corpo é composto por órgãos e complexos sistemas que realizam diferentes papéis e ainda interagem entre si. Por isso, esse é um tema que necessita de bastante atenção por parte dos estudantes e dos professores.

A junção da prática e da teoria é uma das estratégias mais importantes em qualquer instituição de ensino. Já pensou como seria estudar determinada matéria sem a ajuda da internet ou de um livro? Ou como seria atender um paciente sem compreender os seus sintomas com exatidão? Impossível! Pensando nisso, separamos algumas dicas que podem te ajudar bastante a estudar anatomia. Confira! 

Livros para estudar anatomia

Muitos autores já se dedicaram ao tema. Como comentamos, a anatomia é uma matéria bastante ampla e com inúmeras informações importantes. Quando a gente pensa em estudar determinado assunto, precisa se preocupar em escolher as melhores e mais atualizadas referências.

Os livros surgem como ferramentas auxiliares para a compreensão do tema. Levando isso em conta, separamos três obras do nosso acervo que trazem de maneira bem completa as maravilhas do corpo humano. São três livros essenciais para você começar com o pé direito o curso Técnico em Enfermagem e vão te ajudar nas disciplinas iniciais de Anatomia e de Fisiologia I e II.

1. Anatomia e Fisiologia Humana (de Elaine Cristina Mendes) 

A obra abrange diversos assuntos entre os sistemas anatômicos e fisiológicos e é provavelmente o melhor livro para quem procura por uma linguagem mais simples e concisa, além de ser ricamente ilustrado, o que possibilita melhor visualização e compreensão do texto. O conteúdo é direcionado para professores, alunos e profissionais da área da saúde e reúne uma coletânea de ricas publicações relacionadas ao corpo humano e suas particularidades. 

2. Anatomia Humana e Fundamental (de Norival Santolin de Oliveira) 

Esse livro é uma ótima escolha para quem quer fazer trabalhos mais teóricos, pois ele descreve, de maneira sistêmica e clara, todas as estruturas e células do corpo humano e os onze sistemas que compõem o organismo.

O conteúdo desse livro é o resultado de uma longa pesquisa que envolveu cerca de dez fontes referenciais e outros recursos. Além da descrição de todas as estruturas do corpo, você encontra informações sobre os quatro tipos de tecidos (epitelial, muscular, conjuntivo e nervoso) e suas peculiaridades. 

O interessante é que a abordagem é feita através de uma linguagem simples e ilustrativa, o que facilita a compreensão dos estudantes e dos profissionais da área. A obra tem o objetivo de contribuir para o conhecimento mais apurado dos alunos, além de servir como fonte contínua de pesquisa. 

3. Anatomia e Fisiologia Humana (de Reni Walter e Rosi Maria Koch)

Por ser fartamente ilustrado, é uma ótima opção para estudar. Ele contém uma lista de exercícios com gabarito no final de cada assunto para ajudar a fixar melhor o conteúdo. Essa obra, que é bem completa, ainda conta com alguns anexos engraçados nos rodapés de algumas páginas para dar uma descontraída, sem fugir do assunto.

Técnicas de memorização

Vivemos na Era da Informação e isso quer dizer que consumimos muito mais conteúdo do que os nossos antepassados. A informática, a internet e a tecnologia trouxeram para nossas vidas a facilidade da comunicação. Compartilhamos fotos, vídeos e textos nas redes sociais com tanta rapidez que até nos esquecemos de que há alguns anos isso era bem difícil.

O interessante é que a evolução da informação não significa ampliação do conhecimento. Ou seja, nós recebemos mais informações, de diferentes meios, mas não conseguimos armazenar todas elas. Já parou para pensar na quantidade de jornais on-line, blogs, sites e livros em PDF disponibilizados diariamente na rede? Sim, é bastante coisa! 

O mesmo processo acontece quando falamos de estudo. Não adianta passar o dia inteiro lendo milhares de páginas de um livro sem assimilar a teoria. O lado bom disso tudo é que existem técnicas de memorização e elas poderão te ajudar bastante a estudar anatomia. Confira: 

Leia em voz alta e faça gravações

Hoje em dia, não há um celular que não disponha de gravadores. Essa técnica facilita bastante a memorização, pois, além de ler o conteúdo em voz alta, você terá a oportunidade de escutá-lo novamente depois. Outra ideia interessante é gravar o professor durante a aula — claro que com a autorização dele, certo? Você pode acabar captando uma informação extra, que não está no livro. 

Veja vídeos no YouTube

A gente sabe que estudar anatomia não é uma tarefa fácil. A quantidade de informações e nomenclaturas pode deixar qualquer estudante assustado. Por isso, sempre que possível, procure diferentes formas de estudo, que podem ser mais leves e, em alguns casos, até mais interessantes

Há muito tempo, o YouTube se tornou um aliado dos estudantes. É uma plataforma rica em vídeos sobre diversos assuntos, inclusive de anatomia. Lá você encontra filmes, documentários e videoaulas que podem servir como complemento do estudo e ajudar na memorização da matéria. 

Faça anotações

As anotações são um método importante para a memorização. Não só porque você irá identificar as partes do conteúdo que merecem destaque, mas também porque o material poderá servir de consulta posteriormente. Lembre-se de organizar as anotações; você pode fazer isso de diversas maneiras, através de tópicos, listas ou perguntas e respostas. É interessante também grifar os parágrafos, assim fica mais fácil de identificar visualmente o conteúdo mais relevante.

Explique a matéria para um colega 

Compartilhar conhecimento é sempre importante, especialmente se isso pode te ajudar a aprender ainda mais. Quando você explica a matéria para alguém, não só relembra o conteúdo estudado, como também consegue perceber o quanto sabe sobre o assunto. A técnica de explicação também auxilia o estudante a memorizar o conteúdo, pois novas conexões neurais são formadas (de uma forma mais simples, podemos dizer que a matéria "gruda" mais fácil no cérebro). 

Revise o conteúdo

Em alguns momentos, a releitura é mais importante do que a leitura. Revisar o que já foi estudado é uma estratégia muito utilizada entre os alunos, pois ela contribui para a memorização e a descoberta de informações que passaram despercebidas. 

Você já ouviu falar em fichamento acadêmico? Existem várias formas de realizar o fichamento do conteúdo e uma delas é a textual. Ou seja, você registra as ideias mais importantes em um caderno e, depois, resume o tema. Essa é uma forma interessantíssima de revisão, pois ajuda na organização das informações. 

Faça desenhos e pinturas

Desenhar e pintar as partes do corpo humano pode ser uma atividade de estudo superdivertida. Ajuda a aprimorar a criatividade e auxilia no raciocínio lógico. Outro detalhe importante: tanto a pintura quanto o desenho proporcionam alívio do estresse. 

Resolva exercícios 

Resolver questões relacionadas à anatomia é uma boa prática para os que se dedicam a estudar o tema. Além de promover as associações mentais, os exercícios levam a aprender mais, memorizar e descobrir qual conteúdo ainda não foi bem absorvido e merece mais atenção. 

Escolha um ambiente silencioso e tranquilo

O ambiente de estudo é muito importante para a absorção da matéria. Evite distrações, desligue a TV, não escute músicas e tente não entrar nas redes sociais. Existem diversas questões que auxiliam a melhoria do ambiente de estudo como a iluminação e ergonomia (busque por uma cadeira confortável e por uma mesa com altura ideal).

Aplicativos para aprimorar o estudo 

Não há dúvidas de que a tecnologia é uma aliada da educação. Como comentamos anteriormente, ainda que ela tenha trazido uma avalanche de informações, também trouxe facilidades muito valiosas. Dentre elas estão os aplicativos, que nada mais são do que softwares que ajudam o usuário a realizar determinada atividade. 

Eles não são substitutos dos livros, da sala de aula e muito menos dos professores, mas podem ser utilizados como um complemento do estudo. Hoje, já existem diversos programas disponíveis tanto para Android quanto para iOS que auxiliam os alunos a estudar anatomia (e o melhor, muitos são gratuitos!). 

O Anatomy Learn e o Essential Skeleton, por exemplo, são aplicativos que oferecem incríveis gráficos em 3D e permitem interação via touchscreen. Você pode ver diversos ângulos das estruturas do corpo humano e, ainda, ter acesso a imagens com explicações. 

Além de atlas e glossários, você consegue encontrar jogos de perguntas e respostas! O quiz pode ser uma boa tática de memorização e aprendizagem, através de uma forma leve e divertida. 

Estudar anatomia pode não ser fácil, mas pode ser uma atividade feita de maneira leve e prazerosa. Gostou do nosso texto e dos livros indicados? Se sim, não deixe de conferir também a nossa publicação sobre os 3 livros mais influentes sobre microbiologia.

Comentários

Posts Relacionados