Novembro Azul: o que é, objetivo, prevenção

O mês de novembro iniciou e junto dele a campanha Novembro Azul. Mas qual deve ser o foco desta campanha? Desmistificar o Câncer de Próstata ou alertar para a prevenção e promoção da saúde do homem de forma geral?

novembro azul

O Novembro Azul é uma campanha idealizada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia e visa desmistificar o câncer de próstata e os exames preventivos de rastreamento do câncer: exame de sangue PSA e o de toque retal. Ainda propõem a conscientização da população sobre a importância dos exames anuais a partir dos 50 anos, segundo um estudo da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU)1 realizado este ano, 51% dos homens nunca consultaram um urologista. 

A nova recomendação da Secretaria de Saúde do Estado é contra o rastreamento para prevenção do câncer de próstata. Segundo o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis, só há indicação efetiva para os exames (PSA e toque retal) nos casos de sintomatologia ou história familiar de câncer de próstata. E desta forma, a SES/RS está atualizando suas diretrizes para o diagnóstico do câncer de próstata, não orientando mais o rastreamento indiscriminado para diagnóstico do câncer de próstata.

O Secretária da Saúde do Estado explica que a conduta dos exames de forma preventiva foi utilizada durante muito tempo, mas as últimas evidências científicas do Instituto Nacional do Câncer dão a outra recomendação há dois anos. 

A campanha Novembro Azul promovida pela SES/RS objetiva a discussão para a promoção da saúde do homem, englobando diversas doenças que devem ser trazidas para o debate como colesterol, diabetes, hipertensão, tabagismo, alcoolismo. 

Mas o foco é na preocupação de conscientizar os homens a procurar orientação médica. Um levantamento do Centro de Referência em Saúde do Homem de São Paulo mostra que 70% das pessoas do sexo masculino que procuram um consultório médico tiveram a influência da mulher ou de filhos. O estudo também revela que mais da metade desses pacientes adiaram a ida ao médico e já chegaram com doenças em estágio avançado.

Para a coordenadora de Saúde do Homem do Ministério da Saúde Angelita Herrmann é de extrema importância a conscientização do sexo masculino sobre o ato de se cuidar.

“É preciso chamar atenção dos homens para o auto cuidado. Homem não é super herói, eles precisam quebrar o mito de serem fortes o tempo todo. Essa cultura do não se olhar é que faz com que os homens morram antes das mulheres”, disse.

Quer saber mais sobre o motivo desta nova recomendação da SES/RS? Então veja estes links:

TelessaúdeRS - projeto de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - aqui.

Entrevista do secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis para a Rádio Gaúcha - aqui.

Sobre o Câncer de Próstata

Fatores de risco:

  • Idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos)
  • Histórico familiar
  • Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos
  • Sedentarismo
  • Obesidade

Sintomas (só aparecem nos casos avançados):

  • Vontade de urinar com urgência
  • Dificuldade para urinar
  • Levantar-se várias vezes à noite para ir ao banheiro
  • Dor óssea
  • Queda do estado geral
  • Insuficiência renal
  • Dores fortes no corpo

Referências:

1 Estudo realizado em parceria com a Bayer com 3.200 homens, com mais de 35 anos, em oito cidades brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Curitiba) em julho de 2015.

Comentários

Posts Relacionados