Rotina de trabalho na saúde: saiba como potencializar sua carreira

Laura Pita

rotina de trabalho na saúde

Quem procura por estabilidade profissional e financeira, entende que é necessário ficar atento às exigências do mercado de traballho. Para ter a possibilidade de realizar uma atividade bem remunerada e se destacar no mundo corporativo, é indiscutível a importância da qualificação acadêmica.

Se você acaba de terminar o ensino médio (ou busca por recolocação) e tem interesse pela área da saúde, deve saber que existem cursos técnicos e superiores que representam novas possibilidades e permitem a valorização do seu currículo diante das empresas e corporações.

Um dos pontos fortes do setor e que atraem as pessoas que percorrem este caminho é a rotina de trabalho na saúde, isso porque o profissional dessa área têm a oportunidade de organizar o seu horário estrategicamente e, até mesmo, atuar em mais de uma instituição.

Buscar por profissões mais seguras e rentáveis é o desejo de muitos, por isso, não é novidade que, para ter sucesso na carreira, é necessário planejamento e atenção. Quer entender um pouco mais sobre a rotina de trabalho na saúde? Então, continue a leitura e se atualize sobre o tema!

Quais são as áreas de atuação na saúde?

Antes de qualquer coisa, é importante que você entenda que a área da saúde é muito rica quando se trata da possibilidade de atuação.

Além dos médicos e enfermeiros, existem outros profissionais que fazem parte do dia a dia das clínicas ou hospitais e colaboram para que o atendimento aos pacientes seja qualificado. Dentre eles, estão os técnicos e os auxiliares de enfermagem.

Uma outra questão importante são os locais de trabalho. Engana-se quem pensa que a rotina dos profissionais da saúde limita-se aos hospitais. Após se tornar apto para atuar na área, você terá um leque de possibilidades, por exemplo:

  • centros de saúde;
  • auxílio domiciliar;
  • escolas; 
  • administração; 
  • vida acadêmica;
  • spas; 
  • asilos;
  • empresas. 

Naturalmente não há como listar cada um dos lugares, mas é perceptível que a rotina de trabalho na saúde pode ser bastante frutífera. Lembrando, mais uma vez, que o retorno financeiro também pode ser muito positivo. Nesse caso, cabe uma dica: pesquise sobre o salário médio inicial de cada uma das profissões, por área de atuação, e lembre-se de consultar a quantas horas trabalhadas o salário se refere. 

Como é a rotina de trabalho na saúde?

Um profissional da área da saúde não trabalha apenas com emergências; ele também não atua apenas fazendo pequenos curativos em pacientes. Nesse meio termo, há muito a ser feito. A prática profissional dos enfermeiros, dos técnicos e auxiliares é bastante complexa e ao mesmo tempo, recompensante.

Para ilustrar um pouco o tema, cabe citar algumas atividades, como: organização e provisão de materiais necessários, elaboração e atualização de procedimentos, registro de dados do paciente, comunicação e identificação de sintomas do doente e assistência aos usuários durante consulta e visita domiciliar.

Os cursos, tanto técnicos ou de graduação, permitem que a pessoa tenha não só o conhecimento teórico, como também o prático. Ao se decidir pela atuação nesta área, a recomendação primordial é a de que a pessoa busque por instituições que permitam o acesso não só ao conhecimento técnico e teórico, como também ao prático. É por isso que o estágio é tão importante. Ele oferece uma ideia concreta ao aluno sobre a rotina de trabalho na saúde.

Gostou da nossa publicação? Para ficar em dia com os nossos conteúdos e receber novidades em seu e-mail, basta assinar a nossa newsletter!

Comentários

Posts Relacionados

homem na enfermagem anotando prontuário paciente do sexo masculino
quarta-feira, 12 Setembro, 2018 - 08:34