Tecnologia na área da saúde: quais são as principais tendências?

Tecnologia na área da saúde: quais são as principais tendências?

Os constantes avanços da tecnologia vêm possibilitando que novos medicamentos e tratamentos passem a ser aplicados no paciente, ou que as doenças sejam diagnosticadas com mais rapidez. Mas do que isso, os impactos da tecnologia na área da saúde refletem também na organização dos estabelecimentos de saúde e no atendimento que é dado ao paciente desde que ele chega ao consultório.

Neste post enumeramos algumas tendências da tecnologia que já estão interferindo no modo de fazer saúde e na rotina dos profissionais que atuam no meio. Confira!

Softwares de gestão

Software de gestão é uma ferramenta tecnológica que centraliza e organiza todas as informações e dados relacionados à gestão do estabelecimento de saúde em um só lugar. Fica mais fácil, por exemplo, ter acesso a prontuários médicos, à agenda de consultas, aos dados de contato dos pacientes e dos fornecedores e até aos detalhes da questão financeira e fluxo de caixa do local.

Dentro da ideia de tecnologia na área de saúde, um software ajuda a otimizar as questões mais burocráticas do estabelecimento. Com isso, toda a equipe — da recepcionista ao médico — consegue mais tempo para se dedicar ao que realmente importa: o atendimento ao paciente.

Atendimento mais humanizado 

atendimento humanizado na saúde vem se tornando ainda mais indispensável em meio à interferência da tecnologia na área da saúde. Com ajuda dela, é possível personalizar o atendimento ao paciente e permitir que toda a sua jornada dentro do estabelecimento de saúde não seja ainda mais penosa do que a doença que ele está enfrentando.

Não apenas o médico, mas também toda a equipe, pode antecipar os dados e informações de cada paciente antes mesmo de ele chegar para ser atendido. Ele não vai precisar repetir, sempre que volta até o local, qual medicamento está tomando ou quais sintomas teve quando percebeu que havia algo errado, por exemplo.

O mercado já disponibiliza ferramentas capazes de registrar um histórico completo de todos os tratamentos anteriores de cada paciente, o que dá fim à sensação de que os profissionais de saúde não estão acompanhando seu caso de perto.

Presença online

Sites de buscas como o Google ajudam muita gente a se informar. Na área da saúde, isso é ainda mais evidente. Não raro, o paciente que adentra pela porta do consultório já chega afirmando qual doença tem e de qual medicamento precisa.

Então, se já perceberam essa conduta recorrente, os profissionais de saúde podem usar a tecnologia a seu favor. Faça com que o paciente saiba dessas informações por você mesmo. Produza conteúdos informativos, publique na internet, permita-se ser visto e chegar até onde chegaria não fosse a barreira física. Dedique-se, portanto a um blog e às redes sociais.

Comunicação entre médicos e pacientes

Alguns dispositivos já em circulação no mercado permitem a comunicação e o acompanhamento direto dos profissionais da saúde com o paciente.

Funcionalidades como os chamados wearables (ou tecnologias vestíveis) são inovações que se acoplam ao corpo do paciente para medir batimentos cardíacos ou identificar sinais vitais importantes que, desregulados, são transmitidos em tempo real ao médico, ajudando-o a prestar os primeiros socorros imediatamente, se for essa a necessidade.

Seria o caso, por exemplo, das pulseiras, relógios, roupas, óculos e lentes de contato. Esse tipo de tecnologia pode ajudar pacientes com doenças como diabetes, que demanda um monitoramento rigoroso das condições físicas do paciente.

Telemedicina

A tecnologia na área da saúde também tem permitido que a medicina saia dos consultórios físicos e consiga ir mais longe. Isso é possível com a chamada telemedicina, por exemplo.

A telemedicina é uma ferramenta que permite que o cuidado com a saúde seja feito de forma remota, por meio do contato do profissional da saúde com outros especialistas que atuam em outra cidade ou até em outro país. 

A tecnologia na área da saúde é realmente revolucionária, não é mesmo? Com ela é possível sanar dúvidas e compartilhar conhecimento sobre novas técnicas e avaliações de diagnóstico, levando a resultados mais precisos e rápidos, além de tratamentos mais certeiros. Como se não bastasse, ainda reduz custos.

Gostou de conhecer essas tendências? Então, veja também como aplicar técnicas de humanização na enfermagem!

Comentários

Posts Relacionados