Como escolher a carreira profissional de acordo a personalidade

como escolher a carreira profissional de acordo a personalidade

A escolha da profissão é, geralmente, uma decisão acompanhada de muita ansiedade e pressão, já que afeta o futuro de uma pessoa. No entanto, algumas práticas ajudam a optar pela carreira profissional mais adequada à personalidade e às habilidades de cada um.

Ao decidir a futura carreira, o jovem não deve atentar apenas à remuneração ou a seguir uma tradição familiar, mas gostar realmente do que faz. Assim, ele poderá alcançar o sucesso profissional e a satisfação pessoal.

Para ajudar na definição da carreira profissional ideal para sua personalidade, preparamos este artigo com algumas dicas que você não pode deixar de ler. Continue a leitura e confira!

Conheça quais são suas principais habilidades

Você já parou para pensar sobre as atividades que mais gosta de fazer? E sobre quais são seus pontos fortes ou, ainda, no que faz para se divertir? Por meio de suas respostas a esses questionamentos, vão surgir ideias sobre qual área é a mais indicada para sua carreira profissional.

Veja uma lista de sugestões de que podem ser usadas em uma autoavaliação para descobrir suas habilidades:

  • relembre o que gostava de fazer quando criança na escola ou mesmo entre amigos — falar bem nas apresentações de trabalho escolares;

  • avalie o que faz muito bem — ajudar as pessoas, como em trabalhos voluntários, por exemplo;

  • experimente fazer algo novo, para descobrir possíveis talentos;

  • aprimore aquilo sobre o que já tem conhecimento, por meio de cursos técnicos e outras formações;

  • não se preocupe em agradar aos outros, pois a habilidade deve trazer realização primeiramente para você;

  • caso seja necessário, pergunte para os amigos e familiares o que observam de aptidões em você.

Tenha consciência de suas limitações

Ao escolher a profissão que deseja seguir, é importante ficar atento às suas limitações. Não se culpe por reconhecer seus defeitos: lembre-se de que todas as pessoas têm uma ou outra dificuldade em exercer certa tarefa.

De nada adianta, por exemplo, gostar muito de cantar se não tem vocação para a música. Suas limitações não devem ser encaradas como problema — mas, pelo contrário, ajudam a eliminar carreiras com as quais não tem afinidade.

Entretanto, esteja atento a algumas limitações que podem ser trabalhadas por você. Dessa forma, é possível melhorar suas habilidades profissionais:

  • rejeitar opiniões de outras pessoas;

  • não conseguir se posicionar;

  • não saber dizer não;

  • ter dificuldade em expressar emoções;

  • não cultivar relacionamentos;

  • não reconhecer os próprios erros;

  • resistir a mudanças;

  • querer sempre ter o controle da situação;

  • tomar decisões precipitadamente;

  • ter dificuldade em esquecer os erros que cometeu na área profissional.

Faça uma lista com os traços marcantes de sua personalidade

Cada indivíduo traz características que são próprias (qualidades, defeitos, aptidões e outras peculiaridades). Para agrupá-los, há alguns modelos de personalidade, mediante influência biológica ou genética.

Ao mapear os traços de sua personalidade, a dica é montar uma lista com as características mais marcantes. Uma sugestão seria você escrever as disciplinas que mais gostava de estudar ou seus assuntos e passatempos prediletos.

É provável que a marca de sua personalidade seja com números ou, ainda, resolver questões de maneira criativa e única. Para se orientar da melhor forma, liste todos os traços de personalidades que melhor se encaixem em você:

  • extrovertidas: falantes, amigáveis e sociáveis;

  • introvertidas: muito pensativas, quietas ou "de poucas palavras";

  • abertas a novas descobertas: curiosas, originais, criativas e imaginativas;

  • relações sociais: atenciosas, pacientes, polidas, confiáveis e sensíveis;

  • metódicas: confiáveis, persistentes, disciplinadas, energéticas e previsíveis.

Analise as opções de carreira profissional e sua atuação, comparando-as com suas habilidades

A carreira profissional está relacionada com as habilidades pessoais. Veja, abaixo, quais são os tipos de personalidades vocacionais.

Realista

Se sua personalidade for introvertida, você tem grandes chances de ser realista e preferir tarefas concretas ou práticas. Entre as profissões, destacam-se as áreas de engenharia, que exigem maior capacidade mecânica e matemática.

Investigativo

As pessoas que apresentam curiosidade por atividades intelectuais, são críticas ou introvertidas e buscam a resolução de problemas terão sucesso nas profissões mais científicas. Ciências Farmacêuticas, Ciências Biológicas e Direito são algumas das opções.

Artístico

As atividades livres e criativas, como música, linguagem e arte, predominam na vocação artística. Esses tipos de personalidade apresentam aptidões verbais e motoras, destacando imaginação, emoções e sentimentos. Os cursos de Música, Arquitetura e Artes Cênicas são os preferidos por tais pessoas.

Social

Ao procurar estar sempre próximo de outras pessoas, transmitindo sensibilidade e responsabilidade, as ocupações comunitárias recebem a preferência desse indivíduo. As profissões que se destacam são as de Sociologia, Pedagogia, Técnico de Enfermagem e Psicologia.

Empreendedor

Os empreendedores anseiam pela liderança e por situações de poder. Eles apresentam capacidade persuasiva e boa expressão verbal. A área de relações públicas recebe o destaque entre as profissões.

Convencional

São pessoas organizadas, disciplinadas, metódicas e que evitam situações novas. Não há criatividade ou flexibilidade. Entre as principais carreiras profissionais, estão as de Administração, Economia e Contabilidade.

Converse com profissionais

Depois de checar sua lista de possíveis escolhas profissionais, o ideal é ir a "campo" e pesquisar como é o cotidiano desses trabalhadores. Para alinhar suas expectativas, busque descobrir os pontos positivos e negativos da carreira.

Os assuntos a seguir podem contribuir para sua pesquisa:

  • como foi a entrevista de emprego;

  • como é a rotina do trabalho;

  • como é o relacionamento entre os colegas;

  • se há exigência de prazo na entrega das tarefas;

  • quais os horários de execução do trabalho;

  • quais são as motivações na carreira;

  • se o trabalho atende às expectativas financeiras.

Caso não haja a possibilidade de entrevistar algum profissional da área que pretende conhecer, leia artigos sobre a carreira em sites e revistas. Fique atento também a vídeos e programas relacionados ao tema.

Finalizando, lembre-se de que, caso escolha uma carreira profissional e, na prática, perceba que não é sua "praia", faça novas escolhas. Refaça seus passos sem se cobrar, pois todos nós estamos passíveis a erros — e somente por meio de nossa aprendizagem teremos as nossas experiências.

Agora que já conferiu dicas importantes para a escolha de sua profissão, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais! Assim, você ajuda outros amigos que podem estar passando pela mesma situação.

Comentários

Posts Relacionados