Como funciona o curso de coleta de exames laboratoriais? Veja aqui!

Como funciona o curso de coleta de exames laboratoriais

O fornecimento do curso de coleta de exames laboratoriais é muito útil, tendo em vista o impacto da qualidade dos serviços prestados e resultados gerados no diagnóstico e tratamento de diversas patologias.

Exercer uma atividade com características distintas e que atua diretamente na qualidade de vida do paciente exige preparo. Por isso, antes de buscar a qualificação profissional, você deve conhecer melhor as técnicas aprendidas, requisitos e conteúdo programático do curso de coleta de exames laboratoriais.

Elaboramos este texto para tirar suas dúvidas e mostrar os principais pontos sobre o assunto. Acompanhe!

Quais são os requisitos?

Para se inscrever no curso é necessário preencher alguns requisitos. São eles:

  •  ser estudante (obrigatório ter o ensino médio concluído) e/ou;
  •  profissional de curso da área da saúde.

Quais são as competências desenvolvidas?

O curso de coleta de exames laboratoriais aperfeiçoa os profissionais para o desenvolvimento de habilidades necessárias ao perfil da área de saúde. Isso é feito por meio da criação de situações que levam o aluno a estimular e colocar em prática conhecimentos, aptidões e valores, oportunizando a vivência dos cuidados típicos para a qualidade e eficácia na coleta de materiais biológicos.

O que é aprendido no curso?

No curso você aprenderá a realizar uma coleta com base no atendimento humanizado, utilizar materiais e fazer o preparo, manuseio e armazenamento adequados. Ou seja, tudo sobre as técnicas e práticas de pré, durante e pós-coleta.

Trata-se de um curso prático com o intuito de qualificar os serviços de saúde e laboratórios de análises clínicas. Veja abaixo o que você vai aprender.

Pré-coleta

Nessa fase, é muito importante que você conheça alguns fatores que podem interferir na exatidão dos resultados, como:

  • jejum: geralmente é definido um período de jejum para a coleta de sangue, tendo em vista que a ingestão de certos alimentos é uma fonte significativa de alterações;
  • atividade física: alterações relevantes no nível de atividade física provocam variações significativas na concentração de alguns parâmetros sanguíneos. É necessário orientar os pacientes a evitar exercícios moderados ou exaustivos antes da coleta de sangue;
  • uso de medicamentos: podem causar alterações nos resultados dos exames laboratoriais devido aos efeitos fisiológicos ou por interferência analítica;
  • dieta: da mesma maneira que o jejum, a dieta da pessoa pode interferir da concentração de alguns elementos, dependendo das características orgânicas do próprio indivíduo.

Material para coleta

Saber utilizar os tubos para coleta de sangue é extremamente importante, pois, além de ajudar no aumento da qualidade dos exames, diminui a ocorrência de erros no processo. Os sistemas para coleta de sangue a vácuo reduzem os riscos de exposição direta ao sangue e facilitam a obtenção de várias amostras por meio de uma única punção.

Existem tubos específicos com aditivos diferentes que serão utilizados conforme o tipo de aplicação e exame. Por esse motivo, é necessário entender e seguir a sequência correta para evitar a contaminação cruzada de aditivos entre os tubos, o que poderia alterar os resultados.

Práticas essenciais na coleta

O profissional que realizar a coleta deve fazer a assepsia correta das mãos antes do atendimento ao paciente e sempre utilizar as luvas. Os tubos devem ser devidamente identificados e organizados na ordem de coleta.

Armazenamento e transporte da amostra

Vários pontos de interferência são relatados no acondicionamento da amostra, como a existência de hemólise, contato prolongado do soro ou plasma com as células, exposição à luz, transporte incorreto, temperatura errada, uso de tubo inadequado, entre outros.

Por isso, é preciso conhecer e adotar as medidas de segurança para a preservação da amostra, armazenando-a em local apropriado e temperatura correta. O transporte deve ser feito por pessoas treinadas quanto aos cuidados para impedir interferências.

Descarte de materiais usados

Os itens usados na coleta de materiais biológicos devem ser de uso único e os perfurocortantes precisam ser descartados em um recipiente específico e com paredes rígidas para evitar a ocorrência de acidentes.

Todos os materiais devem ser conduzidos para o descarte obedecendo as normas de biossegurança.

Qual é o conteúdo programático do curso?

Entre as principais disciplinas repassadas no curso de coleta de exames laboratoriais, estão:

  • noções gerais;
  • preparo de materiais;
  • armazenamento de amostras biológicas;
  • técnicas de coleta;
  • transporte de amostras biológicas;
  • gasometria;
  • efeitos da coleta na área de UTI;
  • considerações em biossegurança durante a coleta e transporte de material biológico;
  • importância da obtenção correta de material biológico para análise;
  • aspirado traqueal;
  • sangue;
  • cateter;
  • urina;
  • materiais utilizados;
  • preparo de materiais;
  • coleta de sangue venoso: seringa e a vácuo;
  • urina: saco coletor em crianças.

Onde o profissional pode exercer suas funções?

campo de emprego para o profissional especializado em coleta de exames laboratoriais é muito amplo. Você pode trabalhar nos seguintes lugares:

  • locais destinados à coleta e ao processamento de material biológico, objetivando a realização de exames laboratoriais que podem funcionar em sedes próprias ou anexados a lugares assistenciais de saúde, sob responsabilidade médica, tais como: hospitais, serviços de urgência e emergência, ambulatórios etc.;
  • estabelecimentos de saúde designados, exclusivamente, à prática de procedimentos de coleta de material biológico para envio aos Laboratórios de Análises e Pesquisas Clínicas, Patologia Clínica e Congêneres, entre outros.

Como escolher a escola ideal para realizar o curso?

Alguns fatores devem ser observados ao escolher a escola para fazer o seu curso de coleta de exames laboratoriais. Veja as dicas que preparamos para você:

  • experiência dos professores do curso nas rotinas necessárias para a correta execução das atividades em todas as suas fases;
  • oferta de capacitação adequada para garantir, com precisão, os resultados dos exames laboratoriais com base na norma vigente;
  • fornecimento de material didático, aprovado e registrado no Ministério da Cultura, assegurando a credibilidade e conceituações básicas, entre outros.

Conseguiu entender melhor o curso de coleta de exames laboratoriais? É importante ressaltar que se trata de uma qualificação destinada a estudantes ou profissionais que já trabalham na área da saúde e que anseiam aprimorar seus conhecimentos por meio da teoria e prática, bem como ampliar suas chances de atuação no mercado.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite sua visita no blog para ter mais informações e saber como se matricular no curso!

cta técnicas de coleta mais infos

Comentários

Posts Relacionados

profissional da saúde de braços cruzados e estetoscópio no pescoço
terça-feira, 16 Outubro, 2018 - 07:54
Como conciliar trabalho e estudo? Aprenda com dicas!
quarta-feira, 10 Outubro, 2018 - 09:03
Por Laura Pita