Saiba mais sobre o curso de cuidador de idosos

 Saiba mais sobre o curso de cuidador de idosos

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida da população do Brasil vem crescendo com o passar dos anos. Isso significa que a busca por pessoas qualificadas para cuidar das pessoas na velhice também tende a aumentar. Por esse motivo, uma boa opção é pensar na possibilidade de fazer um curso de cuidador de idosos e aumentar as chances de se inserir no mercado.

Ocorre que, o ato de cuidar não é tão simples assim, afinal, estamos falando de pessoas vulneráveis e que precisam de toda atenção possível. Por este motivo, o profissional contratado deve ser totalmente capacitado para exercer a função.

Pensando nisso, elaboramos este texto para explicar os principais pontos sobre o curso de cuidador de idosos. Vamos lá?

Por que um cuidador de idosos é contratado?

A partir do envelhecimento, as pessoas vão ficando mais dependentes (tanto física quanto mentalmente), além de enfrentar vários problemas de saúde que as impedem de se cuidarem sozinhas.

Muitas vezes, a família não tem condições de se dedicar aos cuidados dos avós, pais, tios e outros parentes de idade mais avançada e, com isso, surge a necessidade da contratação dos serviços de um cuidador de idosos.

Esses profissionais são responsáveis por prezar pela saúde, segurança, bem-estar e auxiliar nas tarefas do dia a dia das pessoas mais velhas. Por causa disso, é muito comum confundirem o cuidador com o técnico de enfermagem — no entanto, é essencial lembrar-se de que o primeiro é mais focado no cuidado direto do idoso. E o segundo qualificar e aperfeiçoar seus conhecimentos nos cuidados a pessoa idosa.

É uma função desafiadora, já que ele tem a finalidade de complementar o trabalho dos médicos e enfermeiros, substituindo, em alguns casos, o carinho dos familiares ausentes.

Quais são as atividades exercidas por esse profissional?

Entre as principais atividades do cuidador de idosos estão:

  • administrar a medicação nos horários adequados;
  • auxiliar no banho e higiene pessoal;
  • ouvir e conversar com o idoso;
  • aferir a pressão;
  • estimular a prática de exercícios físicos;
  • induzir os contatos sociais;
  • preparar as refeições apropriadas dependendo dos tipos de limitações;
  • prestar primeiros socorros, se necessário;
  • levar para passeios;
  • manter contato com a família e comunicar qualquer alteração;
  • acompanhar o idoso às consultas médicas, entre outras atribuições.

Qual é o perfil ideal para um cuidador de idosos?

Como se trata de um trabalho humanizado, alguns atributos são fundamentais para quem deseja trabalhar na área. Entre eles podemos encontrar:

  • paciência para acompanhar o ritmo do paciente;
  • responsabilidade, pois qualquer descuido por ser fatal;
  • organização, já que será preciso administrar as medicações, refeições e demais atividades nos horários corretos,
  • simpatia para dialogar com o idoso em várias horas do dia;
  • empatia, considerando que será necessário se colocar no lugar dos outros;
  • delicadeza, por se tratar de pessoas frágeis e que possuem algumas necessidades especiais.

O que é preciso para se tornar um cuidador de idosos?

Os cuidadores que têm uma qualificação específica no ramo conquistam as melhores oportunidades disponíveis no mercado. Os interessados devem procurar alguma instituição de confiança e competente, que ofereça o curso para cuidador de idosos.

O requisito para se inscrever e se tornar um aluno é ter no mínimo 18 anos e ter concluído o Ensino Fundamental.

O que é aprendido no curso?

A grande curricular engloba uma estrutura por competências a ser desenvolvida de acordo com um conteúdo programático predefinido. Entre as principais matérias estão:

  • quem é o cuidador de idoso;
  • funções do cuidador;
  • legislação trabalhista;
  • Estatuto do Idoso;
  • higiene e conforto;
  • doenças e distúrbios comuns em pessoas idosas;
  • alimentação saudável;
  • mobilidade do idoso.

Onde o cuidador de idosos pode trabalhar?

O profissional pode ser contratado para trabalhar em diversos locais, como:

  • asilos;
  • casas de famílias;
  • hospitais;
  • clínicas;
  • casas de repouso;
  • órgãos públicos;
  • empresas especializadas;
  • eventos culturais;
  • centro de recuperação;
  • empresas de turismo para idosos, entre outros.

Quais são as oportunidades no mercado atual?

Devido ao aumento da expectativa dos brasileiros, o mercado de trabalho para os profissionais cuidadores de idosos se encontra em alta, podendo ser considerada uma das prestações de serviço que mais cresceu no país nos últimos tempos — inclusive durante a crise.

Em vários sites de emprego, é possível encontrar diversas vagas para esse tipo de trabalho em diferentes regiões do Brasil, sendo uma área muito atraente para quem deseja novas oportunidades na carreira.

Além do curso específico para cuidar dos idosos, quem possui uma formação na área da saúde, como o curso de técnico em enfermagem, também pode optar por trabalhar nesse ramo. Mesmo assim, ter o curso é importante para ter um diferencial no currículo e se destacar perante os concorrentes no processo seletivo.

Independente do regime de trabalho, seja como colaborador (CLT) ou microempreendedor individual (MEI), o cuidador de idosos tem grandes chances de lograr êxito na jornada profissional.

Qual é a média salarial?

O salário de um cuidador de idosos gira em torno de um salário-mínimo, que, atualmente, corresponde ao valor de 954 reais.

Esse valor também vai depender de outros fatores, como a região em que a profissão for exercida, podendo variar entre 1000 e 1300 reais, e se é realizada em empresas, em que a remuneração referente à prestação desse serviço pode chegar a 3000 reais.

Além disso, quando o profissional é contratado para cuidar do idoso em casa, o salário acaba sendo maior, já que vai passar o dia inteiro com o paciente, podendo até mesmo dormir no local para que ele se sinta mais seguro e tranquilo.

Já nas casas de repousos, clínicas, hospitais e semelhantes, o cuidador pode cuidar de mais de uma pessoa ao mesmo tempo, não tendo uma atenção direcionada e tornando-se uma espécie de auxiliador.

Conseguiu entender as vantagens em fazer um curso de cuidador de idosos? Além de fazer toda a diferença em sua trajetória profissional, você vai ajudar a melhorar a qualidade de vida da pessoa idosa. Por isso, não espere mais para buscar por um curso de qualificação e aumentar suas chances no mercado!

Ficou interessado em fazer o curso? Então visite a nossa página, conheça o curso e esclareça qualquer dúvida sobre o assunto!

Comentários

Posts Relacionados

dicas de como escolher a melhor escola de enfermagem
terça-feira, 10 Dezembro, 2019 - 08:34
Por Laura Pita