Saiba quais são as matérias do curso técnico em enfermagem

Saiba quais são as matérias do curso técnico em enfermagem

Ao descobrir quais são as matérias do curso técnico em enfermagem, é possível compreender o embasamento científico e a metodologia específica utilizada em sua formação, os quais contribuem de forma significativa para a carreira do profissional.

Dessa forma, o estudante aprende assuntos teóricos e práticos que visam contribuir com seu desenvolvimento e contam com um aprendizado supervisionado por enfermeiros que dão assistência em casos mais complexos.

Quer saber quais são as principais matérias do curso técnico em enfermagem? Continue a leitura do artigo que preparamos e dê o primeiro passo para seu sucesso profissional!

Fundamentos de Enfermagem

Saber quais são as matérias do curso técnico em enfermagem é fundamental para iniciar o aprendizado com um conhecimento prévio sobre os temas que serão abordados ao longo da formação. Por isso, é imprescindível que entenda melhor sobre os fundamentos da enfermagem.

Nessa disciplina, o estudante vai aprender sobre microbiologia; como controlar infecções e as medidas de isolamento; crescimento e desenvolvimento; documentação e comunicação, além de orientações para o paciente enfermo, terapias alternativas e complementares, entre outros assuntos.

Essa matéria engloba também aspectos relacionados a estresse/ansiedade, repouso e sono; cuidados com idosos e terapia., bem como exames, diagnósticos e os procedimentos da enfermagem.

Anatomia Humana

Essa disciplina é responsável por estudar a estrutura e a forma do organismo humano. ‘Anatomia’ é um nome originado do grego em que "ana" significa "parte" e "tomnei" quer dizer "cortar". Dessa forma, ela é conhecida como a parte da biologia que tem uma preocupação maior com o isolamento de estruturas do indivíduo e seu estudo.

Uma das atividades realizadas durante o aprendizado é a observação do corpo humano com visitas a laboratórios de anatomia humana. Nessa área, é possível dividir o estudo nas seguintes partes:

  • anatomia sistêmica: nela, são estudados os sistemas do corpo humano, como o circulatório e digestivo;
  • anatomia regional ou topográfica: aqui, acontece o estudo do corpo humano por regiões.

Farmacologia

A farmacologia é conhecida como uma ciência que estuda a forma como as substâncias e medicamentos interagem com o organismo e como elas promovem alterações estruturais e funcionais no indivíduo. Portanto, é considerada uma das principais ferramentas utilizadas pelos profissionais da área da saúde, independentemente de ter ou não contato direto com os medicamentos.

No ambiente de estudo, o aspirante a técnico em enfermagem consegue estudar os mecanismos e efeitos de ação das drogas. Com isso, aprende a forma que os fármacos agem e como é a fisiologia normal de um organismo. Essa é uma forma de permitir que os profissionais saibam dar as orientações necessárias aos pacientes de forma objetiva.

Na farmacologia básica, ainda há duas subdivisões: farmacocinética e farmacodinâmica. A primeira estuda como nosso organismo reage à interação do fármaco. Já a segunda pesquisa como o medicamento atua no corpo e a relação entre a dose com a intensidade de seu efeito e os tipos de respostas. Além dessa divisão, a farmacologia pode ser dividida em:

  • farmacognosia: estuda a matéria-prima no estado natural;
  • farmacogenética: relaciona a genética e a ação dos medicamentos, além das mudanças genéticas provocadas pelos fármacos;
  • farmacotécnica: purificação, preparo e conservação dos fármacos;
  • toxicologia: verifica quais ações tóxicas são provocadas pela medicação e agentes químicos.

Saúde Pública

Também conhecida como saúde coletiva ou políticas da saúde, essa disciplina é voltada para cuidar e tratar de problemas na saúde da população. Nela, há o estudo de técnicas de assistência de enfermagem aplicadas nas comunidades e nas famílias.

Nesse contexto, os principais assuntos abordados são relacionados a programas e políticas públicas na área da saúde. Entre eles, estão:

  • conceitos de saúde pública;
  • sistema de saúde no Brasil;
  • principais problemas de saúde que acometem os diferentes grupos sociais, entre outros.

Biossegurança

A biossegurança é conhecida como um conjunto de medidas que busca minimizar os riscos presentes em uma determinada atividade. Nesse sentido, estão compreendidos não só aqueles que afetam o técnico em enfermagem, mas também os que podem causar danos à saúde de todas as pessoas e do meio ambiente.

Com isso, a biossegurança tem uma preocupação maior com as instalações e as práticas laboratoriais, da mesma forma que se atenta aos agentes biológicos aos quais os profissionais estão expostos e à qualificação de todos os técnicos do local. Esses fatores são muito relevantes devido à exposição frequente que se tem aos agentes patogênicos, com riscos químicos e físicos.

Uma das principais normas de biossegurança é a higienização das mãos, assim como os aventais e jalecos. Essas regras garantem a saúde básica da equipe e de toda a população assistida. Quando não há o cumprimento desses procedimentos, pode haver a transmissão de doenças ou até mesmo epidemias.

Epidemiologia

O principal objetivo dessa disciplina é formar uma base de conhecimento sobre os fatores que determinam a distribuição e a frequência dos eventos associados à doença e à saúde dos indivíduos. Com isso, são relacionados o sistema de informação em saúde e a vigilância epidemiológica com a prática do dia a dia do profissional de saúde.

Durante as aulas, os professores abordam temas lúdicos, baseados em pesquisas de campo. Dessa forma, há uma maior interação e aprendizado com as atividades teóricas, dinâmicas de grupo e práticas de observação nas comunidades. Ou seja, existe uma aprendizagem teórica conceitual em sala que é seguida de tarefas dentro e fora do ambiente de ensino a fim de que o aprendizado seja fixado da melhor forma.

Por mais desafiadora que seja essa formação, saber quais são as matérias do curso técnico em enfermagem são essenciais para promover uma imersão e capacitação eficiente no mercado de trabalho. Por isso, para que tenha uma aprendizagem completa, é necessário investir em uma boa escola de enfermagem que contemple aulas teóricas e práticas, além do estágio obrigatório.

Gostou das informações que apresentamos ao longo do artigo e quer acompanhar mais assuntos como esse? Então, não deixe de seguir nossas redes sociais e dê o ponta pé inicial em sua carreira de sucesso. Estamos no Instagram e no Facebook.

Comentários

Posts Relacionados