Curso de instrumentação cirúrgica: saiba como funciona!

Curso de instrumentação cirúrgica: saiba como funciona

mercado de trabalho para os profissionais da saúde vem se tornando muito promissor nos últimos anos, principalmente pelo aumento do número de hospitais, clínicas médicas e procedimentos cirúrgicos. Uma boa opção para quem deseja se qualificar e ter melhores oportunidades é o curso de instrumentação cirúrgica.

As instituições médicas e hospitalares precisam de pessoas qualificadas e aptas para exercer essa atividade. Então, investir na carreira de instrumentador pode ser o que você precisa para se consolidar de vez no campo profissional.

Elaboramos este texto para que você conheça tudo sobre o curso de instrumentação cirúrgica e descubra como ele pode contribuir para o seu crescimento. Confira!

O que é o instrumentador cirúrgico?

O instrumentador cirúrgico pode ser considerado o braço direito do médico cirurgião. É um profissional indispensável no momento da cirurgia e deve estar atento a todo o processo cirúrgico. Além disso, precisa saber de forma prévia cada passo da cirurgia e deixar todos os instrumentos preparados para aquela hora.

A profissão ainda não é regulamentada. Por isso, os critérios para contratação podem variar conforme cada estado, preferência da instituição ou até mesmo equipe médica para qual os serviços são prestados.

No Estado do Rio Grande do Sul, os profissionais da instrumentação cirúrgica são fiscalizados pelo Conselho Regional de Enfermagem do Estado, COREN-RS, pois entende-se que a instrumentação cirúrgica é um atividade de Enfermagem, mesmo não sendo ato privativo da mesma.

Quais são as atividades exercidas pelo instrumentador cirúrgico?

Além do profissional ser indispensável nas cirurgias, ele possui diversas outras funções. Conheça algumas delas:

  • consultar o responsável pelo Centro Cirúrgico para certificar a identidade do paciente e averiguar se seus exames pré-operatórios estão em conformidade com a cirurgia a ser realizada; 
  • ordenar e controlar o instrumental cirúrgico;
  • preparar os instrumentos a serem usados na cirurgia;
  • selecionar e apresentar os instrumentos à equipe médica;
  • manter a higiene e limpeza do campo operatório;
  • fazer a assepsia de todo o material;
  • montar e desmontar mesas para o procedimento;
  • guardar o material ao término da cirurgia;
  • conhecer o nome dos instrumentos;
  • antever os atos médicos para atender o cirurgião com prontidão.

Onde o instrumentador cirúrgico pode exercer suas atividades?

O profissional formado em instrumentação cirúrgica pode trabalhar em locais, como:

  • hospitais púbicos;
  • hospitais privados;
  • clínicas especializadas.

Qual é a carga horária de trabalho?

No geral, a carga horária de quem trabalha com instrumentação cirúrgica é de 6 horas. Contudo, ela pode variar. Isso vai depender se você estiver em jornada de trabalho normal ou em regime de plantão.

Qual é a média salarial desse profissional?

Não existe um salário definido para o instrumentador cirúrgico de todo o país. O piso salarial da categoria é estabelecido em cada cidade ou região por meio das convenções e acordos coletivos firmado com os sindicatos. Os valores podem oscilar de acordo com o número de horas semanais, função desenvolvida e o setor em que o profissional atua.

Existem diferentes sindicatos de profissionais da área da saúde. Por esse motivo, o instrumentador deve identificar qual é o responsável pelo lugar onde trabalha.

O salário também varia de acordo com o porte do hospital ou clínica, experiência adquirida e a complexidade dos procedimentos cirúrgicos oferecidos pela instituição. Em média, o salário fica entre R$ 1.000,00 e R$ 3.000,00.

Como se tornar um instrumentador cirúrgico?

Os pré-requisitos para ser um instrumentador cirúrgico variam conforme o estado. No Rio Grande do Sul, para trabalhar como instrumentador cirúrgico é preciso antes já ter a formação técnica fornecido por uma escola autorizada e após realizar curso de qualificação ou especialização em instrumentação cirúrgica. Os interessados em seguir carreira na área devem preencher alguns requisitos. São eles:

Como funciona o curso de instrumentação cirúrgica?

Se trata de um curso pós-técnico com a finalidade de formar profissionais para atuar na prestação de assistência ao médico cirurgião. Geralmente esse profissional é solicitado nos casos que demandam medidas relativas à promoção, proteção, recuperação, preservação, conservação, entendimento nominal e funcional dos instrumentos cirúrgicos, no cuidado das mesas instrumentais, entre outros.

Como o propósito do curso é preparar os auxiliares e técnicos em enfermagem para o mercado de trabalho, ele mistura a teoria e a prática. Assim, capacita o estudante para lidar com diversas ocorrências que podem acontecer ao longo de uma cirurgia. Além de muito aprendizado, o técnico deve ter muita habilidade para enfrentar situações de pressão.

Qual é a carga horária do curso?

Geralmente, o curso é dividido em duas partes: teoria e prática, na qual é aplicado o estágio na área para que o estudante consiga entender melhor a realidade da profissão escolhida. A carga horária vai depender de cada escola. Contudo, a quantia normal gira em torno de 180 horas/aula e dura cerca de dois meses.

Para critério de reconhecimento profissional junto ao Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), os cursos de especialização técnica de nível médio em Enfermagem devem possuir no mínimo 300 horas/aula, ou seja, 25% da carga horária mínima prevista para a respectiva habilitação profissional.  

Qual é a grade curricular?

Entre as principais matérias ministradas no curso de instrumentação cirúrgica estão:

  • estrutura e funcionamento do centro cirúrgico;
  • sala cirúrgica;
  • equipe cirúrgica;
  • equipamentos básicos móveis e fixos;
  • práticas de esterilização;
  • rotina para colaboradores do centro cirúrgico;
  • direitos, deveres e atividades do instrumentador cirúrgico;
  • terminologia cirúrgica;
  • instrumentação cirúrgica;
  • apresentação dos instrumentos cirúrgicos;
  • agulhas e fios cirúrgicos;
  • preparo para a cirurgia;
  • método de assepsia das mãos;
  • técnica de escovação;
  • técnicas para calçar luvas;
  • disposição do material de acordo com os tempos cirúrgicos;
  • técnica para descalçar luvas;
  • montagem da mesa cirúrgica;
  • paramentação;
  • antissepsia do campo operatório;
  • colocação dos campos operatórios;
  • dinâmica do conjunto cirúrgico;
  • manuseio de peças anatômicas;
  • instrumentais cirúrgicos específicos;
  • controle de compressas e gases;
  • espécies de anestesia;
  • posições cirúrgicas;
  • embalagens;
  • instrumental de vídeo-cirurgia.

Existem concursos públicos para instrumentador cirúrgico?

Sim. No serviço público, o instrumentador cirúrgico pode ser contratado em hospitais de rede pública (SUS), hospitais regionais, universitários e fundações de saúde. Esse ingresso ocorre por meio de concurso, com vencimentos que em geral vai de R$ 1.200,0 a R$ 2.000,00, mais benefícios e gratificações.

Na maioria dos casos, para concorrer a uma vaga em um concurso público, o candidato deve ter ensino médio completo e formação técnica na área.

Conseguiu entender melhor como funciona o curso de instrumentação cirúrgica? Antes de optar em fazê-lo, avalie se seu perfil se encaixa aos atributos necessários para exercer essa profissão tão importante. Busque por uma escola capacitada como a Escola de Enfermagem da Paz ​e adquira agora mesmo novos conhecimentos. Afinal, essa é uma excelente alternativa para conquistar boas oportunidades e se desenvolver na carreira.

Está interessado em se qualificar profissionalmente? Então, entre em contato com a gente e conheça agora mesmo todos os cursos oferecidos!

curso instrumentação cirúrgica

 

Comentários

Posts Relacionados

pessoa realizando manobra parada cardiorrespiratória
quarta-feira, 24 Outubro, 2018 - 09:31