Enfermagem no Brasil: confira aqui o panorama atual da profissão

Enfermagem no Brasil: confira aqui o panorama atual da profissão

A área da enfermagem no Brasil tem crescido cada vez mais, gerando ótimas oportunidades. No entanto, ainda existem algumas questões que influenciam no seu desenvolvimento, como o número de profissionais, diferenças socioeconômicas, entre outros.

Por esse motivo, antes de fazer um curso e se inserir nesse mercado de trabalho, é importante conhecer suas perspectivas e desafios, para que possa se preparar e ter sucesso em sua jornada profissional.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você tenha mais informações sobre os perfis, estatísticas, características e tendências do ramo da enfermagem. Confira!

Qual é o quadro atual dos profissionais de enfermagem?

Atualmente, o quadro de profissionais de enfermagem é composto, em sua grande maioria, por auxiliares e técnicos em enfermagem, seguidos dos enfermeiros. De acordo com dados informados pelo Conselho Federal de Enfermagem, o número de profissionais, até 01 de janeiro de 2020, era de:

Mais da metade dos enfermeiros, técnicos e auxiliares em enfermagem exercem sua profissão na região Sudeste, dado proporcional à quantidade de pessoas residentes nesse local. O Nordeste é a região em que eles estão menos concentrados.

Qual é o perfil do profissional da área de enfermagem no Brasil?

Uma das maiores pesquisas realizadas sobre o perfil da enfermagem, gerenciada pela Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz, analisou cerca de 50% dos municípios considerando todos os 27 estados do país, incluindo profissionais recém chegados no mercado de trabalho e aqueles já aposentados.

Entre os fatores avaliados nesse processo, estão:

  • acesso à informação técnico-científica;
  • identificação socioeconômica;
  • satisfação do ambiente laboral;
  • mercado de trabalho;
  • relacionamento;
  • formação profissional;
  • participação sociopolítica.

A escolha desses aspectos teve como finalidade identificar a realidade dos profissionais que exercem a enfermagem no Brasil e, assim, buscar medidas capazes de melhorar os serviços prestados por esse segmento tão importante. O objetivo é proporcionar a elaboração de políticas públicas focadas na categoria, promover uma melhor qualidade das atividades executadas, considerar o bem-estar do trabalhador e demais pontos relevantes e vantajosos para todos que utilizam os serviços.

A pesquisa conseguiu traçar o perfil da maioria dos funcionários que trabalham na área da enfermagem, tendo em vista se tratar de uma classe presente em praticamente todos os municípios, com uma presença marcante tanto no setor público (SUS) quanto no setor privado, de ensino e filantrópico.

Conforme os dados da pesquisa, foi possível detectar que mais da metade dos profissionais de enfermagem exercem suas atividades no setor público, seguindo do setor privado e, finalmente, no filantrópico e nas atividades de ensino.

Outro aspecto importante analisado por meio da pesquisa é que mais de 60% dos entrevistados afirmam passar por desgaste profissional.

O que a pesquisa revela sobre a renda mensal desses profissionais?

Levando em conta a renda mensal de todos os empregos e funções que uma equipe de enfermagem desenvolve, foi identificado que entre 1% a 2% dos profissionais da área recebem abaixo de um salário mínimo ao mês, seguido de 16,8% que afirmaram ter um salário mensal de até R$ 1.000,00. Outro dado importante é que a maioria dos entrevistados têm somente um trabalho/atividade, e constituem a média de 63%.

Além disso, os quatro maiores setores que oferecem vagas de emprego para os profissionais de enfermagem (público, privado, filantrópico e de ensino), apresentam condições de subsalários. O setor privado e o filantrópico, por exemplo, são os que mais praticam salários correspondentes em até R$ 1.000,00, não sendo superior a R$ 2.000,00.

Como se encontra a situação relacionada ao gênero nesse mercado?

De acordo com a pesquisa, foi possível constatar que o quadro de profissionais de enfermagem ainda é majoritariamente feminino. No entanto, é importante salientar que, apesar dessa predominância, foi identificado a presença de mais de 15% de homens.

Com isso, é possível afirmar que a área vem abrindo espaço para pessoas de todos os gêneros, com um crescente aumento da diversificação de profissionais. Esse é um dos motivos que deve ser visto como uma grande oportunidade para as pessoas que buscam por uma profissão sólida e desejam garantir um espaço no mercado, independentemente do gênero.

Os profissionais de enfermagem têm buscado por qualificação?

A pesquisa aponta, ainda, que o profissional de enfermagem deseja se qualificar. Os profissionais de nível médio (técnicos e auxiliares) apresentam escolaridade acima da requisitada para a execução de suas atividades, sendo que quase 24% têm o nível superior incompleto, enquanto 11,7% já concluíram o curso de graduação.

Quais são as perspectivas e tendências do mercado de enfermagem no Brasil para os próximos anos?

Por se tratar de um mercado promissor, com vários segmentos, existem diversas oportunidades para quem deseja atuar no campo da enfermagem. Dessa forma, considerando as competências, conhecimento teórico-prático e as atividades desempenhadas por cada profissional, é possível conquistar ótimas vagas de emprego.

É uma função cheia de desafios, assim como em outros segmentos, mas o número de empregos para técnicos, auxiliares e enfermeiros se encontra em expansão, e isso deve ser considerado.

Contudo, devido à grande oferta de profissionais que vêm se formando todos os anos, aumenta o número de exigências relacionadas à dedicação, atualização e realização de cursos de especialização. Assim, ao buscar por uma oportunidade, é necessário aprimorar o aprendizado, apresentar um potencial competitivo perante os concorrentes e se destacar.

A busca por conhecimento é uma das formas mais efetivas de estar por dentro do progresso no ramo da saúde e, sem dúvidas, procurar por qualificação é uma das principais tendências nesse mercado.

Conseguiu entender melhor o panorama da enfermagem no Brasil? Essa é uma área que tem muito a melhorar, assim como qualquer outra, já que existem alguns pontos básicos a serem revistos. No entanto, a enfermagem é uma profissão que está se desenvolvendo, e isso exige a promoção de ações voltadas à valorização do setor e a busca de estratégias focadas em gerar benefícios tanto para os profissionais quanto para os pacientes, fazendo com que seja vista como uma grande oportunidade para quem busca uma chance no mercado.

Gostou deste conteúdo? Então, siga nossas páginas no Facebook e no Instagram e fique por dentro de todas as nossas publicações!

Comentários

Posts Relacionados

Você sabe o que são cuidados paliativos? Entenda mais aqui
terça-feira, 24 Março, 2020 - 08:55
Higienização das mãos e sua importância para a saúde
segunda-feira, 23 Março, 2020 - 08:07